Mundo novo, vida nova


Buscar um mundo novo, vida nova

E ver, se dessa vez, faço um final feliz


Deixar de lado


Aquelas velhas estórias


O verso usado


O canto antigo


Vou dizer adeus


Fazer de tudo e todos bela lembrança


Deixar de ser só esperança


E por minhas mãos, lutando me superar


Vou traçar no tempo meu próprio caminho


E assim abrir meu peito ao vento


Me libertar


De ser somente aquilo que se espera


Em forma, jeito, luz e cor


E vou


Vou pegar um mundo novo, vida nova


Vou pegar um mundo novo, vida nova
.

 Luiz Gonzaga Jr.  (Gonzaguinha)

Sobre anaylop

Sou um instantâneo das coisas apanhadas em delito de paixão a raiz quadrada da flor que espalmais em apertos de mão. ... Sou uma impudência a mesa posta de um verso onde o possa escrever "A defesa de um poeta" N. Correia
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s