Mamãe, Coragem

Mamãe, mamãe, não chore

A vida é assim mesmo

Eu fui embora

Mamãe, mamãe, não chore

Eu nunca mais vou voltar por aí

Mamãe, mamãe, não chore

A vida é assim mesmo

Eu quero mesmo é isto aqui

Mamãe, mamãe, não chore

Pegue uns panos pra lavar

Leia um romance

Veja as contas do mercado

Pague as prestações

Ser mãe

É desdobrar fibra por fibra

Os corações dos filhos

Seja feliz

Seja feliz

Mamãe, mamãe, não chore

Eu quero, eu posso, eu quis, eu fiz

Mamãe, seja feliz

Mamãe, mamãe, não chore

Não chore nunca mais, não adianta

Eu tenho um beijo preso na garganta

Eu tenho um jeito de quem não se espanta

(Braço de ouro vale 10 milhões)

Eu tenho corações fora peito

Mamãe, não chore

Não tem jeito

Pegue uns panos pra lavar

Leia um romance

Leia "Alzira morta virgem"

"O grande industrial"

Eu por aqui vou indo muito bem

De vez em quando brinco Carnaval

E vou vivendo assim: felicidade

Na cidade que eu plantei pra mim

E que não tem mais fim

Não tem mais fim

Não tem mais fim

Caetano Veloso, Torquato Neto

Sobre anaylop

Sou um instantâneo das coisas apanhadas em delito de paixão a raiz quadrada da flor que espalmais em apertos de mão. ... Sou uma impudência a mesa posta de um verso onde o possa escrever "A defesa de um poeta" N. Correia
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Mamãe, Coragem

  1. Patrícia disse:

    Caetano é cheio de significados, ou não. hahaha.mas sei lá, falta química entre nós kkkkkk.Tem algumas composições que são incríveis, mas geralmente não gosto da melodia… e vice-versa.Mas as que curto, curto pra valer… de ouvir mil vezes, de ter em todos os CDs de seleção que gravo etc.Talvez eu não seja o público-alvo kkkkkkkkkkkbjos.

  2. Patrícia disse:

    Só uma obs: ele num tá a cara do "Brega" nessa foto?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. Polyana disse:

    kkkkkkkkkkk PUBLICO ALVO… Só vc mesmo. Mas eu te entendo pq é o mesmo que rola entre eu e Jorge Vercilo. Acho as letras incríveis. Mas acho que o trauma vem do fato de um dia eu ter confundido ele com o Djavan… Daí aquela idéia: "Aff, copiou"… Mas tipo, ok, o cara é demais mesmo… Mas, acho que não rola química entre nós tb.OBS: Parece mesmo o Brega. kkkkkkkkkkkkkkk

  4. Polyana disse:

    Essa música não deixa de ser mais uma musica-protesto. Inda mais tendo como parceiro o Torquato Neto que também foi vítima da ditadura militar aqui no Brasil, o cara se matou com 28 anos… Mas ele, Torquato, escreveu muita coisa que eu acho legal, por isso tem o poema dele e em seguida, descobri uma outra música lá, que é aquela com a Adriana Calcanhoto…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s