Louco

Louco

Louco, pelas ruas ele andava

O coitado chorava

Transformou-se até num vagabundo
  Para ele a vida não valia nada

Para ele a mulher amada

Era seu mundo

Conselhos eu lhe dei

Para ele se esquecer

Aquele falso amor

Ele se convenceu

Que ela nunca mereceu

Nem reparou

Sua grande dor

Que louco!

Composição de Wilson Baptista (imagem acima a esquerda) e Henrique de Almeida. A imagem a esquerda é de João Gilberto. A interpretação da música enriquece a letra tudo. Essa, por exemplo, é uma letra simples, porém linda… Mas na voz e violão do João ficou assim… Sei lá, não tem adjetivos não! Coisa de outro mundo mesmo. Sei lá se ele, o João, tem consciência disso. Talvez tenha e por esse motivo ele não saia de casa, vive lá trancado aparfeiçoando técnicas de violão pra ele mesmo. Recomendo que escutem esta música com o João Gilberto, apersar de ganhar outras formas em vozes e personalidades como a de João Nogueira, Elizete Cardoso e tal por exemplo.

Sobre anaylop

Sou um instantâneo das coisas apanhadas em delito de paixão a raiz quadrada da flor que espalmais em apertos de mão. ... Sou uma impudência a mesa posta de um verso onde o possa escrever "A defesa de um poeta" N. Correia
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s