Vagabundo não é fácil

Vagabundo não é fácil

Se eu não tivesse com afta até faria uma serenata pra ela.

Que veio cair de morar em cima da minha janela.

 

De cima deitada, acordada, sentada na cama,

espantando os mosquitos. Enquanto eu faço

um remédio da minha cabeça.

 

Misturando mel de abelha, com bicarbonato de sódio.

Só pra deixar a garganta em dia,

cobrindo sua surdez e porque já somos pessoas sem ódio.

 

E no mais, tudo na mais perfeita paz.

Sendo que eu assumo isso mesmo quando se diz que já acabou,

ainda quero morrer de amor.

 

Vá! Se arranque da minha janela.

Assim é tomar a frente do Sol.

Tá pensando que tudo é futebol?

 

Ao menos leve uma certeza,

você me deixa doído.

Mas só não me deixará doido, porque isso sou, isso já sou.

 

Novos Baianos (Galvão/ Moraes Moreira)__in: Novos Baianos F.C. 1973

 

Sobre anaylop

Sou um instantâneo das coisas apanhadas em delito de paixão a raiz quadrada da flor que espalmais em apertos de mão. ... Sou uma impudência a mesa posta de um verso onde o possa escrever "A defesa de um poeta" N. Correia
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s