Arquivo do mês: junho 2010

Fuga No.1

  Fuga No.1   Nos meus sonhos eu fujoFaço as malas e sumoVou andando devagar pra você me alcançarViro numa esquina e paro no mesmo lugarEm que eu te conheciMas você não estava lá dessa vezPara me dizer pra onde … Continuar lendo

Publicado em Música | Deixe um comentário

DECÁLOGO DE UM HOMEM FEIO

DECÁLOGO DE UM HOMEM FEIO Dez coisas que um homem feio deve saber para tirar mais proveito da vida, essa ingrata:  I) Que a beleza é passageira e a feiúra é para sempre, como repetia o mal-diagramado Sérge Gainsbourg – … Continuar lendo

Publicado em Crônica | Deixe um comentário

Mapa-Múndi

Mapa-Múndi Me escreva uma carta sem remetenteSó o necessário e se está contenteTente lembrar quais eram os planosSe nada mudou com o passar dos anosE me pergunte o que será do nosso amor? Descreva pra mim sua latitudeQue eu tento … Continuar lendo

Publicado em Música | Deixe um comentário

Limón y sal

  Limón y sal   Tengo que confesar que a veces no me gusta tu forma de ser luego te me desapareces y no entiendo muy bien por qué   No dices nada romántico cuando llega el atardecer te pones … Continuar lendo

Publicado em Música | Deixe um comentário

Insanidade Pontual

  Insanidade pontual   Nada que eu falar, nenhum dos meus lamentos vai mudar a atual realidade O que está feito, está feito o que está morto, enterrado está Eu, cantei minha dor aos sete ventos me desesperei e quase … Continuar lendo

Publicado em Poesia | Deixe um comentário

Pra falar de amor

Pra falar de amor Dentro de mimHá tristeza sem fimE eu preciso encontrar minha pazPra sorrir ou chorarTanto fazPra lembrar de nós doisE deixar essa dor me deixar te dizer Ai, como eu gostaria de te encontrarPra falar de amor, … Continuar lendo

Publicado em Música | Deixe um comentário

Minha Herança (Uma Flor) – Música de Bolso vl 100

    Minha Herança (Uma Flor)   Achei você no meu jardimEntristecidoCoração partidoBichinho arredio Peguei você pra mimComo a um bandidoCheio de víciosE fiz assim, fiz assim Reguei com tanta paciênciaPodei as dores, as mágoas, doençasQue nem as folhas secas … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário