Soul Parsifal

Sou Parsifal


Ninguém vai me dizer o que sentir

Meu coração está desperto

É sereno nosso amor e santo este lugar

Dos tempos de tristeza tive o tanto que era bom

Eu tive o teu veneno

E o sopro leve do luar

Porque foi calma a tempestade

E tua lembrança, a estrela a me guiar

Da alfazema fiz um bordado

Vem, meu amor, é hora de acordar

Tenho anis

Tenho hortelã

Tenho um cesto de flores

Eu tenho um jardim e uma canção

Vivo feliz, tenho amor

Eu tenho um desejo e um coração

Tenho coragem e sei quem eu sou

Eu tenho um segredo e uma oração

Vê que a minha força é quase santa

Como foi santo o meu penar

Pecado é provocar desejo

E depois renunciar

Estive cansado

Meu orgulho me deixou cansado

Meu egoísmo me deixou cansado

Minha vaidade me deixou cansado

Não falo pelos outros

Só falo por mim

Ninguém vai me dizer o que sentir

Tenho jasmim tenho hortelã

Eu tenho um anjo, eu tenho uma irmã


Com a saudade teci uma prece


E preparei erva-cidreira no café da manhã


Ninguém vai me dizer o que sentir


E eu vou cantar uma canção p’rá mim


Renato Russo/ Marisa Monte.

Anúncios

Sobre anaylop

Sou um instantâneo das coisas apanhadas em delito de paixão a raiz quadrada da flor que espalmais em apertos de mão. ... Sou uma impudência a mesa posta de um verso onde o possa escrever "A defesa de um poeta" N. Correia
Esse post foi publicado em Música. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s